Blog

O fenômeno Mercado Livre e outros Marketplaces no Brasil

O fenômeno Mercado Livre e outros Marketplaces no Brasil

Ok, então você decidiu entrar neste maravilhoso e promissor mundo do comércio eletrônico que tanto cresce no Brasil e no mundo.

Escolheu sua plataforma de e-commerce, criou um layout lindão, cadastrou seus produtos com as melhores fotos que podia arrumar, cadastrou suas formas de pagamento e todos os textos da loja virtual e agora é só esperar as vendas acontecerem, não é? Só que não….

As vendas não estão acontecendo ou estão apenas pingando ou estão bem abaixo do que você esperava, não é mesmo?

Sinto em dizer que isso é bem mais comum do que se imagina, principalmente porque sempre lemos ou ouvimos histórias de empresas que estão faturando alto com o comércio eletrônico, que vislumbraram no comércio eletrônico um novo canal de vendas e estão saindo da crise com suas empresas graças à este novo canal e que, talvez até mesmo deixem de atuarem no mercado físico pra se dedicarem exclusivamente ao virtual, como muitas vezes realmente acontece.

E pode ter certeza, muitas destas histórias são completamente verdadeiras!

Você pode estar se perguntando: o que fiz de errado então para não estar tendo sucesso com minha loja virtual?

A resposta pode ser simples ou complexa, dependendo de cada situação e de onde você e seu negócio se encontram neste momento, mas a verdade é que não é tão simples ter sucesso neste novo mundo virtual. A concorrência é grande, os números são animadores e atraem à todos e existem grandes players no mercado vendendo praticamente todo tipo de produto a preços bem competitivos, como Americanas, Submarino, Shoptime, Dafitti, Netshoes, etc.

Mas é claro que sempre há saída e espaço para os pequenos e para os iniciantes, e como há!

Posso destacar alguns aspectos em que você poderá focar para se destacar dos grandes:

  • A atuação em pequenos nichos de mercado é uma boa ideia e pode leva-lo a se destacar como um especialista na área, coisa que um grande player não tem interesse em ser;
  • O atendimento personalizado e individualizado é outro grande diferencial que poderá fazer você se destacar no mercado e que também os grandes players têm dificuldades para fazer;
  • O pós-venda é outro ponto a se destacar e que poderá fazer a diferença e fidelizar seus clientes, gerando vendas recorrentes e crescentes.

Enfim, há muitas outras atitudes que podem ser tomadas e que farão seu negócio se destacar e não sofrer ameaça das grandes marcas do mercado, mas há ainda um grande problema nesta história toda. Como aparecer para o mercado, ou seja, como ser visto neste imenso oceano chamado internet?

Esta é a parte mais interessante e a melhor dica que posso lhe dar para encurtar caminho e economizar seu sagrado dinheiro com divulgação da sua loja virtual no começo de sua jornada. Comece em um Marketplace!

Marketplaces são shopping centers virtuais e, assim como os shopping centers físicos, reúnem centenas e até milhares de lojas de diversos segmentos em um mesmo espaço virtual.

Nestes espaços virtuais existem regras e formatos para os anúncios dos lojistas e geralmente são monitorados pelos administradores, que acompanham se lojistas e compradores estão seguindo as regras do espaço.

Assim como os Shopping Centers, os Marketplaces reúnem milhares e até milhões de compradores e são uma verdadeira seara de oportunidades para o lojista virtual, pois ele não precisa investir tanto dinheiro para que sua loja apareça, afinal já está num ambiente em que as pessoas estão diariamente buscando seu produto. Ou seja, a situação se inverte e, ao invés de você ir atrás de seu consumidor na imensidão da internet, estará num shopping onde os compradores já estarão em busca de seu produto.

No Brasil, o maior Marketplace que existe é o Mercado Livre, com milhares de vendedores e milhões de usuários compradores cadastrados!

O Mercado Livre tem mais de 15 anos de tradição e números crescentes que chamam atenção em qualquer país do mundo!

Além do Mercado Livre, outros grandes nomes do e-commerce brasileiro estão começando a atuar como marketplaces ou shoppings virtuais, como queira chamar.

Atraídos pelos números crescentes e animadores do Mercado Livre, empresas como Submarino, Americanas, Shoptime, Magazine Luiza e Wall Mart, estão transformando suas lojas virtuais em marketplaces também.

Ou seja, além de continuarem vendendo seus próprios produtos através de suas lojas virtuais, estes grandes players do mercado também disponibilizam suas lojas virtuais para que outros lojistas virtuais possam cadastrar seus produtos e vender por lá.

Desta forma, quem tem um pequeno e-commerce poderá se beneficiar de todo poder da marca, do tráfego de clientes, da exposição e divulgação que estes grandes players de mercado já têm para vender seus produtos lá, pagando uma comissão por cada venda efetuada.

Porém, para poder cadastrar seus produtos e começar a vender nas lojas destes grandes players de mercado, será preciso já ter uma loja virtual ativa própria, ter todos os documentos fiscais regularizados e passar por um processo de avaliação destes marketplaces.

Neste aspecto, o Mercado Livre é o marketplace menos exigente e burocrático de todos, afinal, basta um cadastro simples e envio de alguns poucos documentos para que seja rapidamente aprovado seu cadastro, onde você já poderá começar a cadastrar e anunciar seus produtos.

Enfim, é fácil de perceber que o fenômeno Mercado Livre chamou a atenção de outros grandes nomes do mercado virtual e que este formato de shopping center virtual e parceria comercial veio para ficar. E você, vai ficar de fora desta?

22 técnicas para atrair mais tráfego para seus anúncios eBook Grátis onde você vai receber dicas de como conseguir mais visitas em seus anúncios.
Não, obrigado. Não tenho interesse em aumentar as visitas em meus anúncio...